Início AMAZONAS Parceria entre Caprichoso e Secretaria de Cultura leva alunos do Liceu Claudio Santoro para a arena
Parceria entre Caprichoso e Secretaria de Cultura leva alunos do Liceu Claudio Santoro para a arena

Parceria entre Caprichoso e Secretaria de Cultura leva alunos do Liceu Claudio Santoro para a arena

13
0

Parceria entre Caprichoso e Secretaria de Cultura leva alunos do Liceu Claudio Santoro para a arena

Com o título “A Poética do Imaginário Caboclo”, o Boi-bumbá Caprichoso se apresenta no Centro Cultural Amazonino Mendes (Bumbódromo de Parintins), durante o Festival Folclórico de Parintins 2017, que acontece dia 30 de junho e 1º e 2 de julho, com a participação das crianças cursos de Coral Juvenil e Adulto, Coral de Libras e Curso de Iniciação ao Balé do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, executando as técnicas de “Boi de Arena” e contribuindo para a formatação de um belíssimo espetáculo para o mundo ver.

Ao todo, 95 alunos, na faixa etária entre 10 e 30 anos, participarão das atividades que incluem a gravação do CD e DVD do Caprichoso, dia 25 de março, no curral “Zeca Xibelão” e a apresentação na arena, nos três dias de Festival.

A parceria já acontece desde 2014, entre os Bois-bumbás Caprichoso e Garantido e o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Cultura e, para este ano, o presidente da Associação Cultural Boi-bumbá Caprichoso, José Tupinambá, fez novo convite.

Para o secretário de Estado de Cultura, Robério Braga, é sempre com grande alegria que esta parceria é realizada. “Parintins possui um celeiro de artistas que desde pequenos, já se integram à arte. E o Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro tem a missão de ‘polir’ estes talentos”, declarou.

Alusão ao rio Amazonas – De acordo com Jair Almeida, coordenador dos Cursos de Teatro e Dança do Liceu – Unidade Parintins, as crianças do Curso de Iniciação ao Balé vão fazer uma coreografia que faz alusão ao rio Amazonas e ao relacionamento que tem com o ribeirinho. “Apesar de trabalharem com a linguagem técnica dos estilos clássicos e o contemporâneo, as coreografias conseguem ‘casar’ com a linguagem da realidade já vivida pelas crianças no cotidiano”. Já os alunos do Coral em Libras, interpretarão por meio da Língua Brasileira de Sinais e performances a canção “Amazônia, Catedral Verde”.

Na arena, as crianças vão utilizar a mesma linguagem do DVD, e a cada dia do Festival, farão uma inserção na arena, com duração de aproximadamente 20 minutos.

Desde que foram convidadas a participar do Festival Folclórico de Parintins, os alunos do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro gostaram da proposta que já que cresceram vivenciando essa cultura local e, mesmo que torçam pelo “Boi-contrário”, as crianças participam numa boa das atividades do Boi de Arena.

(13)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *