Início AMAZONAS Alunos de robótica de escola municipal são destaques na Tribuna Popular da Câmara Municipal de Manaus
Alunos de robótica de escola municipal são destaques na Tribuna Popular da Câmara Municipal de Manaus

Alunos de robótica de escola municipal são destaques na Tribuna Popular da Câmara Municipal de Manaus

16
0

Valorizar, destacar e divulgar para as demais escolas da rede municipal de ensino de Manaus os métodos pedagógicos desenvolvidos com os estudantes da Escola Municipal Jorge Resende Sobrinho, da Zona Leste, que acabaram de voltar de um torneio de robótica na Dinamarca onde conquistaram a 34ª colocação num total de 120 equipes que participaram do mundo inteiro.

Este foi o objetivo da realização de uma Tribuna Popular, proposta pela vereadora Therezinha Ruiz, com a participação da equipe Invictus, da respectiva Escola, que aconteceu no último dia 14, no plenário Adriano Jorge, na Câmara Municipal de Manaus.

A façanha dos alunos manauaras, Daniel Ribeiro (15 anos), Laís Sampaio (14 anos), Pedro dos Santos Oliveira (15 anos), Sâmila Magalhães (14 anos) e Thiago Michiles (15 anos) – juntamente a orientação da professora Grasielle Souza e do diretor Oswaldo Fernandes -, envolve não apenas ser a primeira equipe de robótica da rede municipal de ensino de Manaus, mas também ser a única equipe de escola pública municipal de todo o Brasil na competição.

O torneio internacional aconteceu no final de maio, na Dinamarca, sob o título de Torneio de Robótica First Lego League Open European Championship 2017.

Para a ocasião, os estudantes desenvolveram um game educativo que tem como personagem principal o Sauim-de-Coleira. O jogo mostra que o animal existe apenas nas matas de Manaus e dos Municípios de Rio Preto da Eva (a 80 km de Manaus) e Itacoatiara (a 269 km de Manaus). Além disso, corre o risco de extinção.

Durante a Tribuna, a professora Grasielle Souza e a estudante Laís Sampaio falaram sobre os métodos desenvolvidos na instituição, bem como destacaram o projeto de robótica que ocorre desde junho de 2015 e, atualmente, tem a participação de 28 alunos.

Para a vereadora Therezinha Ruiz, o método educativo aplicado aos alunos da Escola Municipal Jorge Resende Sobrinho é tão importante que já mostrou resultados sociais. “A participação deles num torneio internacional é importante, mas a ação educacional é louvável, porque fazem com que os estudantes sejam desafiados a investigar problemas e buscar soluções inovadoras para situações da vida real. Isso já melhorou socialmente, inclusive, aquela escola e a própria comunidade nela inserida”, comentou.

A professora Grasielle Souza, que orientou a equipe durante o projeto, destacou a importância deste resultado, não só para os estudantes, mas também para toda a comunidade.

“A robótica mudou a realidade da nossa escola. Nosso colégio fica num bairro que tem um índice de violência alto, onde antigamente aparecíamos com frequência em páginas policiais. A robótica não só trouxe para dentro da escola serviços públicos que não existiam, mas também um novo olhar da comunidade, que passou a querer a participar da vida ativa da escola”, defendeu.

A estudante Laís Sampaio citou a importância de participar de um evento internacional e alertou ainda sobre as dificuldades enfrentadas para obter o resultado.“Muitas equipes possuíam um número maior de material para criar o seu robô. Nós tivemos apenas uma chance, mas isso não nos desanimou, tanto que obtivemos um ótimo resultado, mesmo sendo a segunda vez que a nossa escola participou do campeonato”, afirmou.

(16)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}