‘Amazonino não está legal e não sabe o que assina’, diz Serafim Corrêa

Exclusivo

Ao ser perguntado pelo jornalista Elan Alencar (Jornal AM HOJE) qual a expectativa e avaliação da leitura da mensagem governamental de Amazonino Mendes, Serafim Corrêa disparou:

“É que ele está numa campanha pela reeleição. Isso ficou muito claro. Ele chegou aqui na Assembléia com um grupo de secretários e dentre os seus secretários o seu marqueteiro, Marcos Martinely, que trabalhou na campanha de 2017 e que agora acompanha o governador e que pauta as falas do governador. Aí o governador procurou fazer o seguinte. Jogar todos os males pra trás como se ele não tivesse nada haver com isso. Se auto vangloriar. Tentar humilhar as pessoas e dizer que ele é uma águia e que a águia não mergulha para pegar mosca. A águia tem voos muito mais altos e não está preocupado com a mosca ou seja vem com ironias pra cá. Depois de forma mal educada ele no inicio da sua fala a primeira autoridade que ele teria que saldar seria o presidente da Assembléia, goste ele ou não goste ele, que é o deputado David Almeida. Aí ele disse assim excelentíssimo Sr. presidente da Assembléia Legislativa do Amazonas e não disse o nome. Aí seguiu pra o presidente do Tribunal (de Justiça) aí disse o nome e todos os demais ele disse o nome. Aqui ninguém é criança. Eu e o Belão (deputado Belarmino Lins) já temos até mais do que 70 anos e isso daí é muito ruim. Agora o pior é que ele veio com uma estória de que o estado está quebrado. Aí eu chego a conclusão que ele não está legal, porque ele não sabe nem o que ele assina. Anteontem ele assinou este documento aqui para as Secretaria do Tesouro (Nacional) dizendo que o estado tem R$ 2,218 Bi em caixa. Quem tem esse valor em caixa não está quebrado, não está quebrado! O que precisa no estado é de gestão, tem que trabalhar. Tem que parar com essa instabilidade. Escolhe o secretário hoje, demite amanhã. Aí escolhe o sub secretário hoje, uma semana depois troca. Então isso ele tem que mudar. Agora eu peço a Deus que ilumine o governador. Que ele se recomponha emocionalmente. Que ele tire essa ideia da cabeça de querer ser governador de novo. Ele ja deu a sua contribuição. E agora ele tem é que cumprir o que ele prometeu, arrumar a casa. Arrumar a casa é botar o estado para andar. Botar o estado para andar aplicando esse dinheiro e não entesourando esse dinheiro. Entesourar dinheiro nunca fez progresso para nenhum estado.”

 

 

(305)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}