Luiz Castro reforça pedido de assinaturas para instalar CPIs da Saúde

O deputado Luiz Castro (Rede) reforçou hoje (7) o pedido de apoio aos deputados para a instalação da CPI da Saúde, proposta em conjunto com o deputado José Ricardo, que até agora conta com o aval de sete parlamentares. O outro pedido de CPI, apresentado por Luiz Castro, para investigar os contratos do Governo com empresas terceirizadas, alcançou seis assinaturas.
Pelo Regimento da Casa, são necessárias oito assinaturas para que as comissões sejam instaladas.
Falando aos manifestantes que ocuparam as galerias da Aleam, reivindicando o cumprimento dos direitos dos trabalhadores da Saúde, Luiz Castro reconheceu a importância da mobilização, ressaltando que hoje, os servidores pagam caro pela incompetência e desfaçatez  de sucessivos governantes e de maus gestores da Saúde, envolvidos em esquemas de desvio de dinheiro público.
“Qual é o temor em instalar a CPI? O compromisso de cada um deve ser com a transparência, com o bom uso do dinheiro público, com a valorização dos servidores e com a melhoria do serviço de saúde. Por isso, vamos continuar lutando para completar as assinaturas”, argumentou o deputado, líder da Rede.
De acordo com Luiz Castro, mais de dois mil profissionais aprovados no concurso público da Susam, em 2014, ainda não foram convocados, e estão vivendo em situação difícil, endividados, sem condições de sustentar suas famílias, enquanto o esquema de corrupção funcionava para desviar os recursos da Saúde.
Na esteira dos desmandos, os servidores da Susam também foram prejudicados, segundo Luiz Castro, pelo não cumprimento da data-base, que achatou os salários, resultando em perdas de 40% em relação à inflação dos últimos anos. “A data-base que recompõe os salários, é um direito, e o atual Governo tem que corrigir essa falha”, defendeu.
Por outro lado, as condições do atendimento à população se tornaram ainda mais precárias, apontou o deputado, devido à falta de leitos, de medicamentos, de equipamentos e de material de insumo nos hospitais de Manaus, além do atraso no pagamento do TFD. Situação agravada, com a contratação de empresas terceirizadas que atrasam o pagamento dos servidores, aponta Luiz Castro.  
A CPI da Saúde proposta por Luiz Castro e José Ricardo recebeu as assinaturas dos deputados Serafim Corrêa, Sinésio Campos, Platiny Soares, Sabá Reis e Alessandra Campelo.
Já a CPI para investigar os contratos do Governo com as empresas terceirizadas conta até agora com as assinaturas dos deputados Luiz Castro, José Ricardo, Serafim Corrêa, Platiny Soares, Sabá Reis e Augusto Ferraz.       
Fonte: Assessoria de Imprensa 

(27)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}