Início ALEAM Pelo menos 81 localidades do Amazonas terão reforço na energia elétrica, afirma Josué Neto
Pelo menos 81 localidades do Amazonas terão reforço na energia elétrica, afirma Josué Neto

Pelo menos 81 localidades do Amazonas terão reforço na energia elétrica, afirma Josué Neto

23
0

Pelo menos 81 localidades que ficam em 55 municípios do Amazonas vão ganhar reforço na geração de energia elétrica com a instalação de novas usinas e revitalização das usinas existentes. O reforço considera a demanda atual dos municípios e a necessidade estimada para os próximos cinco anos. A informação é do deputado estadual Josué  Neto (PSD) que acompanhou  audiências públicas da Amazonas Energia em três cidades do interior do Estado para esclarecer o assunto.
As audiências aconteceram esta semana nas Câmaras de Vereadores dos municípios de Boca do Acre, Eirunepé e Tapauá.
Para o parlamentar, o reforço na energia elétrica, além de melhorar a qualidade de vida da população, pode alavancar a economia nos municípios, uma vez que vai que possibilitar que fábricas se instalem nos municípios e que alguns serviços, que hoje são manuais, sejam automatizados.
“Energia elétrica é essencial para a economia do município e para que a comunidade possa desenvolver-se. Temos uma economia voltada para o setor primário que precisa de energia de qualidade. Para ter um matadouro precisa de energia. Para processar açaí também precisa.  Porque muito dos processos são automatizados e isso requer energia elétrica”, afirmou o deputado.
Segundo o diretor-presidente da Amazonas Energia, Radyr Gomes, em alguns municípios a capacidade de energia elétrica será mais que o dobro do que é fornecido atualmente. Em Boca do Acre, por exemplo, a capacidade de operação da usina sairá  de 5.5 MW para 12 MW. Ele explica que algumas usinas serão revitalizadas e outras serão deslocadas das áreas urbanas para áreas mais afastadas das cidades.

         “Nesse novo modelo as usinas vão sair das áreas urbanas. Porque tem a questão do barulho e tem o risco iminente de acidentes e a gente quer evitar tudo isso”, afirmou Gomes.

         Segundo o diretor-presidente os contratos para a instalação e revitalização das usinas já foram licitados e já estão em execução com previsão de entrega para janeiro de 2019. “Os novos contratos já foram licitados e estão em execução com prazo de um ano. Primeiro de janeiro de 2019 já tem que estar funcionando dentro do novo modelo”, afirmou Gomes durante as audiências públicas.
Questionado se haverá aumento da tarifa, o diretor-presidente da Amazonas Energia disse que a tarifa continua sendo definida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “Existe um órgão regulador que define essa tarifa que é a Aneel e não haverá aumento de tarifa por conta dessas mudanças das usinas ou por estar construindo novas usinas”, disse.

         Também participaram das audiências públicas os deputados Adjuto Afonso (PDT), Sidney Leite (PROS) e Wanderley Dallas (PMDB).

 

Assessoria de Imprensa

(23)

Paulo Apurinã Comentarista Político, Perito Criminalístico, Conselheiro das Cidades, Membro do Fórum Mundial Anti Corrupção e Secretário Nacional de Comunicação do Partido Nacional Indígena-PNI.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}