Luiz Castro alerta Unicef para a violação dos direitos de crianças e adolescentes no AM

Na abertura do seminário de capacitação para o “Selo Unicef – Uma agenda pela infância”, o deputado Luiz Castro (Rede) alertou para a necessidade de priorizar a infância, com políticas efetivas que tem que ser cumpridas pelos gestores públicos no Amazonas, onde os casos de violência sexual são alarmantes e os direitos de crianças e adolescente são negligenciados. O evento acontece na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), com encerramento previsto para amanhã, 14.

Falando à plenária que contou com representantes de 27 municípios do interior, além de demais ativistas da causa da infância, Luiz Castro ressaltou os casos de abuso sexual contra crianças, que ocorrem com frequência no interior, citando como exemplo São Gabriel da Cachoeira, e a violação de direitos em Maraã, onde as crianças das comunidades rurais ficaram sem aulas em 2017.

Presidente da Frente Parlamentar de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes (Frenpac), o deputado Luiz Castro defendeu a melhoria das condições de funcionamento dos Conselhos Tutelares e reconheceu o esforço do Unicef na luta para promover os direitos de crianças e adolescentes.

“A expectativa é que todos tenham um bom aproveitamento nas oficinas, para que fortaleçam o compromisso com a infância em seus municípios, e que o Unicef faça uma avaliação rigorosa da situação da criança e do adolescente no interior do Amazonas”, salientou o deputado.

Participaram da mesa de abertura do evento, a chefe do escritório do Unicef em Manaus, Luiza Teixeira; os representantes da Seduc, João Felix; da Seas, Hildalea Reis; da Susam, Luena Xerez; da Sejusc, João Furtado e Amanda Cristina Ferreira, do Iacas e Ecpat-Brasil.

Capacitação

A programação do seminário inclui a realização de oficinas de capacitação para técnicos, gestores e conselheiros dos municípios participantes. Para conceder o selo aos municípios, o Unicef, que é o Fundo das Nações Unidas para a Infância, avaliará os avanços nas políticas direcionadas à melhoria de vida das crianças e adolescentes.

Em 2017, o Unicef realizou ações nos nove Estados da Amazônia Legal, conseguindo a adesão de 622 municípios, que assumiram o compromisso de elaborar um plano municipal de enfrentamento dos problemas que afetam a infância e adolescência, nas áreas de saúde, educação, proteção e participação social de meninos e meninas.

No Amazonas, 45 dos 62 município, participarão das atividades promovidas pelo Unicef. O evento encerra amanhã.

Fonte: Assessoria de Imprensa

(14)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}