Início AMAZONAS Presidente da Comissão de Educação da ALE defende profissionais de educação na reunião com o Governador Amazonino Mendes
Presidente da Comissão de Educação da ALE defende profissionais de educação na reunião com o Governador Amazonino Mendes

Presidente da Comissão de Educação da ALE defende profissionais de educação na reunião com o Governador Amazonino Mendes

30
0

Em reunião no Governo do Estado junto ao governador Amazonino Mendes, Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) e Secretaria de Estado da Educação, o deputado estadual Sidney Leite, como presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), apoiou as demandas dos profissionais de educação, na tarde desta quinta-feira, dia 15, na sede do Governo.

Na reunião, foi discutido a data-base dos professores, mais os enquadramentos das progressões horizontal e vertical dos mesmos, além dos valores do ticket-alimentação, incidência de desconto para utilizar transporte e o plano de saúde.

Pela manhã, o deputado Sidney Leite defendeu, em sessão na ALE-AM, que o Governo do Amazonas realize um estudo para definir um valor para o auxílio-saúde para ser depositado direto na conta do servidor do interior do Estado, uma vez que o plano de saúde Hapvida, contratado pelo Governo, não tem base em nenhum município do interior do Estado, apenas na capital Manaus.

De acordo com o parlamentar, dos 31 mil professores da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), mais da metade não tem acesso ao plano de saúde. O valor global do contrato do Governo do Estado com a Hapvida é de 41 milhões de reais, sendo que 2,1 milhões por mês são referentes aos 16 mil servidores do interior do Amazonas.

“O que está acontecendo é que a Hapvida, não atende, de cara, metade dos beneficiários desse sistema. Então, ela tá faturando com um serviço que ela não presta, que envolveria os professores e demais trabalhadores da educação do interior. Se não romper (o contrato) na integralidade, que se dê uma outra opção para o professor do interior”, defendeu o deputado, que tem acompanhado a luta dos servidores.

Na ocasião, o deputado Sidney Leite defendeu ainda a execução do abono do Fundeb.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa

(30)

Paulo Apurinã Comentarista Político, Perito Criminalístico, Conselheiro das Cidades, Membro do Fórum Mundial Anti Corrupção e Secretário Nacional de Comunicação do Partido Nacional Indígena-PNI.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}