Projeto Flor da Selva destaca mulheres da cena musical manauara em show no Teatro Amazonas

Em comemoração ao mês das mulheres, Lucinha Cabral, Lary Go & Strela, Anne Jezini, Vívian Gramophone e Djuena Tikuna são as atrações desta quarta-feira

Nesta quarta-feira (21/3), às 20h, Lucinha Cabral, Anne Jezini, Lary Go & Strela e Vívian Gramophone sobem ao palco do Teatro Amazonas para apresentar o show “Flor da Selva – Mulheres da Cena Musical Manauara”, que contará com a participação especial da cantora Djuena Tikuna e exposição de obras da artista visual Kerolayne Kemblim. O evento, em homenagem ao mês da mulher, faz parte do Programa Espaço Aberto, promovido pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), com ingressos disponíveis a R$ 20 na bilheteria do Teatro.

Com a assinatura da Cauxi Produtora Cultural, o projeto traz um encontro de diferentes gerações e gêneros musicais, a fim de contribuir no processo de construção e valorização da arte e cultura amazonense.

“Flor da Selva chega como uma oportunidade linda de declarar meu orgulho de ser uma artista amazonense e a expectativa para o show é de pura ansiedade”, afirma Lucinha Cabral, autora do hit “Brasileira”.

Para a cantora Vívian, que lidera a banda Gramophone e um dos destaques da nova geração, “Flor da Selva” traz a força feminina na cena musical de Manaus.

“Participar desse projeto é motivo de muita honra por estar em meio a tantos talentos e referências para o meu trabalho. São mulheres que atuam como protagonistas em um ambiente ocupado por homens na sua maioria”, comenta a artista amazonense. “O show será lindo e emocionante”.

Já o rap vem com empoderamento feminino, versos ritmados e batidas de MCs Lary Go & Strela, expressivas representantes do movimento hip hop em Manaus.

Para completar, Anne Jezini traz uma contemporaneidade urbana e pop em suas canções. O mais recente álbum da cantora, “Cinética”, une letras reflexivas a timbres eletrônicos, sendo sucesso de crítica na mídia especializada como Rolling Stones e O Globo.

(47)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}