Início AMAZONAS SUFRAMA apoia projeto de produção de guaraná no DAS em Rio Preto da Eva
SUFRAMA apoia projeto de produção de guaraná no DAS em Rio Preto da Eva

SUFRAMA apoia projeto de produção de guaraná no DAS em Rio Preto da Eva

50
0

O superintendente Appio Tolentino recebeu do prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson José de Souza, um ofício solicitando a doação de uma área de 19 mil hectares do DAS para o plantio de guaraná.

 

A produção de guaraná para abastecer as indústrias de concentrados de refrigerantes do Polo Industrial de Manaus (PIM) pode ser um dos primeiros grandes empreendimentos do futuro Polo Agroindustrial da SUFRAMA, programa idealizado para aperfeiçoar o atual Distrito Agropecuário da SUFRAMA (DAS). É o que afirmou o superintendente da autarquia, Appio Tolentino, durante a primeira rodada de negócios entre representantes do setor agropecuário e o setor industrial, realizado nesta quinta-feira (22), em Rio Preto da Eva.

 

No evento idealizado pela SUFRAMA, Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam) e prefeitura do Rio Preto da Eva, Tolentino recebeu do prefeito de Rio Preto da Eva, Anderson José de Souza, um ofício em que a cidade solicita a doação de uma área de 19.194,97 hectares, localizada nas estradas vicinais da ZF-7, ZF-7A e ZF-7B do DAS para plantio de guaraná. A área já foi mapeada pela equipe técnica da SUFRAMA.

 

“Investir no agronegócio é a melhor estratégia para uma região que necessita diversificar sua matriz econômica. Queremos desenvolver aqui e também atrair para cá agroindústrias para a fabricação de produtos de alto valor agregado de cítricos, peixe, banana, abacaxi, açaí e guaraná. Nossa ideia é fazer o produtor pequeno se tornar médio, e o que já é médio em grande e o grande num alto exportador”, explicou o superintendente.

 

Sobre o processo de regularização fundiária de terrenos localizados no DAS, Tolentino ressaltou a importância da inclusão de uma cláusula resolutiva que permita a retomada da área em caso de descumprimento do acordo para a efetiva produção. “Vai ter a terra regularizada quem provar que é, de fato, produtor, e quem tiver um projeto técnico e econômico para produzir. Toda área do futuro Polo Agroindustrial da SUFRAMA será reservada e destinada para facilitar o abastecimento de matéria-prima para as agroindústrias lá localizadas”, frisou.

 

Após o evento, o superintendente conheceu a fábrica Manaós Polpas, que trabalha com o beneficiamento de polpas de frutas regionais, em especial, o açaí. “Nossa ideia é que o futuro Polo Agroindustrial da SUFRAMA atraia esse tipo de investimento com grande potencial de agregação de valor e que produz impacto benéfico para a população”, ressaltou.

 

 

Fonte : Assessoria de Comunicação

(50)

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}