Rodrigo Caetano e Paulo César Carpegiani são demitidos do Flamengo

O Flamengo caiu na semifinal do Campeonato Carioca depois de ser derrotado pelo Botafogo por 1 a 0. Com a eliminação, caíram também o técnico e o diretor executivo de futebol do clube. Paulo César Carpegiani e Rodrigo Caetano deixam seus cargos a partir desta quinta-feira.

O treinador de 69 anos foi afastado do comando da equipe após 17 jogos e menos de três meses de trabalho. Já a passagem do dirigente pela Gávea durou três anos. Caetano chegou ao clube em 2015, depois de trabalhar no Vasco e no Fluminense. No Flamengo, foi campeão apenas do Campeonato Carioca em 2017.

Na noite de quarta-feira, logo após a derrota por 1 a 0 para o Botafogo, o vice de futebol, Ricardo Lomba, classificou como “vergonhosa” a atuação da equipe e disse que o Flamengo “correu menos” que o adversário em campo.

Lomba, com apoio dos demais vices do clube, era favoráveis às mudanças no departamento de futebol. O presidente Eduardo Bandeira de Mello se viu em uma sinuca de bico, já que sempre foi contra modificar a estrutura. Desta vez, foi convencido e cedeu.

Enquanto isso, os jogadores se reapresentaram às 16h no Ninho do Urubu para treinamento. A princípio, não haverá entrevista coletiva e a imprensa será liberada apenas para registro de imagens.

Por meio de nota oficial, o Flamengo confirmou que Rodrigo Caetano e Paulo César Carpegiani não fazem mais parte do clube. Leia as notas

Rodrigo Caetano

“O Clube de Regatas do Flamengo comunica que Rodrigo Caetano não é mais diretor-executivo de futebol. A decisão foi tomada em comum acordo com a diretoria na tarde desta quinta-feira (29).

O dirigente chegou ao Rubro-Negro no final de 2014 com a missão de consolidar o processo de profissionalização do Departamento de Futebol e foi importante na modernização do Centro de Treinamento George Helal, no aprimoramento da governança e na integração com as divisões de base. Rodrigo Caetano foi campeão carioca invicto em 2017, vice-campeão da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana no mesmo ano.

O Flamengo agradece o trabalho de Rodrigo Caetano e deseja sucesso ao profissional na sequência da carreira.”

Paulo César Carpegiani

“O Flamengo informa que Paulo César Carpegiani não é mais técnico do Flamengo. O treinador deixa o clube acompanhado de seu auxiliar-técnico, Rodrigo Carpegiani.

Ex-atleta do clube e técnico campeão do mundo em 1981, Carpegiani chegou ao Flamengo para sua terceira passagem como treinador em janeiro de 2018.

O Flamengo agradece o empenho dos profissionais e deseja sucesso a ambos na sequência de suas carreiras.”

Em nota oficial polida, Rodrigo Caetano agradeceu a clube, torcida e atletas pela oportunidade. Confira o comunicado:

Gostaria de agradecer ao Clube de Regatas do Flamengo por tudo que me proporcionou nesses três anos e três meses de muito trabalho e dedicação integral, visando o crescimento da instituição, tanto dentro quanto fora de campo. Ao presidente Eduardo Bandeira de Mello e ao CEO Fred Luz, o meu muito obrigado pela parceria e comprometimento em prol de uma gestão transparente e profissional.

Aos vice-presidentes, que o caminho continue sendo trilhado e os bons resultados sejam alcançados, além dos demais executivos do clube, que sempre trabalharam alinhados para atender às demandas do departamento de futebol. A todas as comissões técnicas e funcionários, que por lá passaram nesse período, estendo meu agradecimento, e à torcida rubro-negra, que tanto amor demonstra em todos os momentos.

Por fim, a todos os atletas com os quais trabalhei nesse tempo, meu carinho, respeito e gratidão, sempre. Sigo minha vida em busca de novos desafios.

(48)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *