Início AMAZONAS Amazonino revoga decreto que dava abono de R$ 14 mil nos salários de seus secretários
Amazonino revoga decreto que dava abono de R$ 14 mil nos salários de seus secretários

Amazonino revoga decreto que dava abono de R$ 14 mil nos salários de seus secretários

91
0
Em nota enviada pela Secretaria de Comunicação do Governo do Amazonas, o governador Amazonino Mendes (PDT), disse que acatou a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e revogou o Decreto 38.853, de 9 de abril de 2018, que concedia abono aos secretários de Estado.
Na nota, o governo diz que os secretário estão há dez anos sem reajuste salarial e que em razão de uma dúvida técnica sobre a concessão em forma de abono, a PGE orientou pela revogação do decreto.
O decreto autorizou o aumento de R$ 14 mil no salário dos secretários do primeiro escalão do Governo do Amazonas sob justifica de “que a remuneração do cargo de secretário de estado, a função de maior relevo hierárquico na organização do Poder Executivo, está estabelecida em R$ 13,5 mil, e que tal valor não se ajusta ao volume de trabalho e ao grau de responsabilidade impostos aos seus titulares”. Com o aumento um secretário ganharia bruto mais de R$ 27,5 mil, em vez de R$ 13 mil.
Fonte: Tribuna do Amazonas

(91)

Paulo Apurinã Comentarista Político, Perito Criminalístico, Conselheiro das Cidades, Membro do Fórum Mundial Anti Corrupção e Secretário Nacional de Comunicação do Partido Nacional Indígena-PNI.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}