Sem receber há meses, médicos do Francisca Mendes param serviços

A direção do hospital universitário Francisca Mendes, na zona norte de Manaus, estava avisada desde o final de abril que os serviços prestados pelos médicos na UTI seriam suspensos a partir do dia 1.º deste mês, como efetivamente foram, segundo fonte do hospital.

A causa da paralisação, por tempo indeterminado, é que os plantonistas do pós-operatório estão sem receber pelos serviços desde novembro de 2017, o segundo mês do mandato tampão do governador Amazonino Mendes (PDT).

No comunicado endereçado à diretora Juliana Dias, os médicos se comprometiam a manter o atendimento aos pacientes internados e aos casos de urgência e emergência.

E também deixavam claro que a volta ao trabalho ficava condicionada a medidas concretas da direção do hospital para a solução da dívida. Argumentam os médicos que por repetidas vezes acordos deixaram de ser cumpridos pela instituição, conforme constam em atas de reuniões que dizem possuir.

Veja documento à direção do hospital:

 

 

Fonte: BNC

(131)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}