“Transporte público de Manaus enfrenta os mesmos problemas de 40 anos atrás”, diz Josué Neto

“Há 40 anos cenas como a que vimos hoje na zona leste se repetem em Manaus. Ônibus parados, trabalhadores revoltados, veículos queimados… E mais uma vez o CIDADÃO de bem, que depende do transporte público para trabalhar, é o mais prejudicado pela falta de acordo entre rodoviários, empresários e a administração pública. A palavra de ordem em um momento como este é o DIÁLOGO entre empresários, sociedade civil, Prefeitura e Governo. As alternativas precisam ser esgotadas. Quebrar ônibus não é a solução, mas é um sinal de que a população está no limite da paciência, se sente impotente. Volto a repetir que são necessárias medidas mais enérgicas contra as paralisações e a implantação de metas de investimentos que devem ser cumpridas pelos empresários antes de qualquer reajuste de tarifa. Os impostos sobre o combustível também precisam ser reduzidos. Só assim a população será beneficiada com transporte público de qualidade”, afirma o deputado estadual Josué Neto.

(37)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}