Saúde: Governo paga mais de R$ 4 milhões a empresa que não realiza os exames de imagens no HPS 28 de agosto e João Lúcio

 

O governo do Amazonas está envolvido em mais um fiasco na Saúde. Desta vez, servidores terceirizados, do HPS 28 de Agosto e do Hospital João Lúcio, acusam o Estado de manter contrato com a empresa Diagmax, que seria responsável pelo parque de imagens das unidades, porém o serviço não está sendo prestado, uma vez que os equipamentos estão quebrados e os funcionários estão sem receber.

070A1DAF-4550-4EAD-A9BA-AD0C503EDCE1

Veja vídeo 👆🏽👆🏽👆🏽

A empresa também possui diversos problemas fiscais apontados pelos servidores. Além disso, funcionários relatam que estão sofrendo assédio moral. Segundo um deles, que pediu para não ser citado na reportagem a fim de evitar mais constrangimentos, ele e os demais colegas estão pressionados a fazer parte de uma cooperativa.

“Estamos sendo coagidos a entrar nessa cooperativa   RADIOCOOP contra nossa vontade. E eles (superiores da Diagmax) disseram que quem não aceitar a imposição será demitido.”relata funcionários

Os problemas causados pela empresa, que recebe mais de R$ 4 milhões por ano do governo do Estado afetam os serviços prestados nas unidades de saúde. Só esta semana foram registradas diversas ocorrências graves em que pacientes precisaram de tomografias, porém tiveram de ser transferidas para o HPS Platão Araújo.

Vale lembrar que outras empresas realizam os mesmos serviços de imagens a secretaria de saúde do Estado, como por exemplo no HPS Platão Araújo e matém todos serviços em dia, inclusive com equipamentos 100% operantes.

Esta não é a primeira que o governo se envolve em escândalos pela má prestação de serviços na saúde, ao firmar contratos com empresas irregulares sob suspeita de favorecimento. Um caso recente é a aprovação feita pela CGL ao contrato com a Norte Medicamentos, acusada de fraudar documentos para vencer licitações.

Que nossas autoridades resolva esses problemas o mais rápido possível a população não merece sofrer com tanta irresponsabilidade e descaso com a coisa pública.

(993)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com