Vai ter Xerife na Eleição 2018: Delegado da PF, Pablo Oliva, que participou da Operação Maus Caminhos fala sobre Combate à Corrupção e Pré Candidatura a Deputado Federal

Na tarde desta terça (17), nossa reportagem conversou com o pré-candidato a deputado federal, o delegado da Policia Federal Pablo Oliva (PSL).

Amazonense, nascido em Manaus, criado na Cachoeirinha. Casado com a advogada Tais, filho do geólogo Miguel e da Agrônoma Eda e pai da Estelinha.

Estudou no Ida Nelson e depois formou-se em Direito na UFAM. Hoje é  Delegado da PF há 10 anos e nesse tempo participou de centenas de ações policiais, entre elas a Operação Maus Caminhos, alem de chefiar as Delegacias da PF no AM de: Crimes Fazendários; Crimes contra o Patrimônio; de Imigração.

Mestre em CRIMINOLOGIA pela INTERPOL/ISCPSI – Lisboa-Portugal, Pablo Oliva também é professor universitário de Direito Constitucional, Direito Penal e Processual Penal.

Em conversa com nossa equipe Pablo Oliva, afirmou que seu desejo em assumir uma vaga na Câmara Federal veio com o seu trabalho contra a corrução a frente de Operações como a “Maus Caminhos”. “Hoje muitos falam em lutar contra a corrupção, eu não falo, eu faço!”. Disse Oliva.

Perguntado sobre o que é necessário para que a corrupção acabe em nosso Estado, Oliva disse que é imprescindível que o povo participe desses acontecimentos: “A sociedade tem participação única, ímpar e indispensável. Hoje em dia nenhum movimento tem resultado se o povo não estiver do lado. A gente tem acompanhado vários movimentos sociais em que a população mostrou que tem força, e sempre que ela mostra essa força o resultado vem. 2018 é um ano diferente, em que a sociedade tem a oportunidade de mostrar essa força nas eleições, e só vai haver combate à corrupção se a população estiver do lado.”

 

Amanhã (18) o Delegado da PF Pablo Oliva fará uma live aqui no AM HOJE às 16 hs. Participem!

 

Na Foto: Juiz Sergio Moro e o Delegado da PF Pablo Oliva.

(166)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}