Facebook identificou campanha para interferir em eleição nos EUA

jornal americano The New York Times informou nesta terça-feira (31) que o Facebook identificou uma ação coordenada com dezenas de páginas e perfis falsos que tenta interferir nas eleições legislativas marcadas para novembro nos Estados Unidos.

Segundo a publicação, a empresa já informou alguns deputados e senadores sobre o caso e deve fazer um anúncio público ainda nesta terça.

O Facebook disse aos congressistas, de acordo com o jornal, que não conseguiu comprovar a ligação entre as contas suspeitas e a Rússia, mas as autoridades acreditam que Moscou está envolvida no caso.

O governo de Vladimir Putin é acusado pelas agências de segurança americana de ter tentado influenciar a eleição de 2016 a favor de Donald Trump e estaria tentando fazer o mesmo agora.

A nova ação tem como foco assuntos que podem causar divisão entre a população americana, como o aniversário de um ano da marcha feita por grupos racistas em Charlottesville e a campanha liderada por grupos de esquerda que defende o fim da agência de imigração e alfândega dos EUA.

A reportagem do The New York Times informa ainda que o Facebook usou equipes de especialistas combinadas com inteligência artificial para identificar a ação e que trabalhou em conjunto com o FBI (a polícia federal americana) no caso. Com informações da Folhapress.

(8)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *