Brigas internas podem atrapalhar candidatos do PDT

Na tarde desta terça (14), na sede do PDT-AM, houve uma reunião em que foi dito que o empresário e presidente estadual do PP, Francisco Garcia, Eliane Ferreira, dirigente nacional e estadual do PV, juntamente com outros militantes do PDT, que estão criando claramente uma divisão no partido, “pediram a cabeça numa bandeja” a candidatura de Rafael Galvão. Uma candidatura militante, de base e representando a militância e os movimentos do PDT-AM.

De acordo com as informações repassadas pelo próprio partido,  Julio Lorenzoni, advogado da coligação, é quem está falando “em nome da direção nacional, com autorização de Carlos Lupi e Manoel Dias”. Que o corte da candidatura do Rafael Galvão “está autorizado pela Direção Nacional do PDT”.

O coordenador Nacional do Movimento “Cirão da Massa”, Ronaldo Fernandes disse que isso não passa de uma covardia, “a turma que esta coordenando em nome do governador Amazonino Mendes, são eles: Tabira, Júlio Lorenzoni, e outros, discutiram sem a presença e a participação do PDT, sem consultar o presidente do partido, o deputado Hissa Abraão, sem pelo menos comunicar ao pré-candidato Rafael Galvão. Em resposta a isso, nos reunirmos com a militância na presença do presidente do partido e resolvemos que é melhor sairmos em coligação própria construída a partir de discussão na base do partido. E se tivermos que cortar alguém será o pré-candidato Wesley e não o Rafael Galvão”. Disse Ronaldo Fernandes.

Ronaldo também disse que possivelmente os candidatos a deputado federal, delegado Wesley e Stones Machado é que serão cortados.

(26)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *