População questiona transporte escolar em Presidente Figueiredo

Os moradores do bairro Alda Mendonça, em Presidente Figueiredo, município distante 117 quilômetro de Manaus, denunciaram a prefeitura da cidade, por se negar a oferecer ônibus escolares para alunos da rede pública Estadual. Conforme relatos dos moradores, os trabalhadores da prefeitura afirmavam que os alunos da rede municipal são prioridades.

Os moradores levaram as denúncias para a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), que afirmou que irá protocolar as denúncias no Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) e o Ministério Público Federal (MPF), para que medidas sejam tomadas e os alunos não fiquem desassistidos.

“Os moradores afirmaram que os ônibus que têm no município estão todos sucateados, e que a prefeitura tem se negado a oferecer o transporte escolar para os alunos da rede pública do Estado. Chegaram a afirmar que existe um veículo que não tem freio, que as pessoas fecham uma rua de uma ladeira para evitar acidentes”, disse a parlamentar.

De acordo com a parlamentar, os moradores denunciaram ainda, a falta de combustível nos ônibus, o que estaria deixando os alunos sem aula por mais de uma semana. A deputada disse ainda, que os alunos ficam esperando por horas os ônibus, sem saber se terão ou não o transporte escolar.

“Com a falta de veículo, os alunos chegam a ficar amontoados nas paradas de ônibus da rodovia AM-240 e BR-174”, disse a parlamentar.

Repasses Fundeb

Conforme dados divulgados no site do Tesouro Nacional, o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), para o município de Presidente Figueiredo, em 2017, chegou a um volume de R$31.123.466,62. Somente no período de Janeiro a julho deste ano, o volume de repasses chegou a montante de R$19.666.795,61.

Curso de Engenharia
A parlamentar aproveitou a presença dos moradores do município, para comentar sobre a emenda parlamentar que destinou para a construção de um laboratório para o primeiro curso de engenharia em aquicultura no Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

(32)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}