Equipes do Ipaam constatam vazamento de óleo de 5 Km no Rio Negro, em Manaus

Dez fiscais do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) constataram, nesta terça-feira (28), o vazamento de mais de óleo diesel de 5 quilômetros na orla do lado direito do Rio Negro, na área do porto da Ceasa, localizado na Zona Leste de Manaus.

A vistoria técnica foi realizada no local um dia após o naufrágio de uma embarcação tipo empurrador, que, segundo o Ipaam, causou o vazamento de óleo diesel.

O óleo se espalhou pela orla do lado direito do Rio Negro, passando pelo bairro Mauazinho até as proximidades da estação de captação e distribuição de água do Programa Águas para Manaus (Proama).

De acordo com o Ipaam, a vistoria técnica constatou, também, que o material que vazou para o rio é um tipo de óleo diesel utilizado em motores marítimos e que deveria ser descartado de forma segura.

“Ainda estamos aguardando a empresa informar ao Ipaam a quantidade de óleo que vazou para o rio e, a partir dai, elaborar qual a punição administrativa que será tomada”, disse.

O Ipaam informou, ainda que, o trabalho de contenção do óleo diesel feito pela empresa, com a utilização de “boias”, não foi suficiente para evitar a extensão do dano.

No fim da tarde desta terça-feira, a embarcação foi içada do fundo do rio e colocada ao lado de outros empurradores da empresa. Os fiscais acompanharam o encerramento do trabalho da retirada do barco de uma lancha do órgão de controle ambiental. Até sexta-feira (31) o Ipaam vai finalizar o relatório do incidente e determinar a punição contra a empresa responsável pela embarcação.

Em nota, a direção da empresa J.F. de Oliveira, responsável pela embarcação, disse que as causas do incidente estão sob apuração.

(28)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *