Proposta de Sidney Leite Passa por Reforço de Equipamentos e Homens nas Fronteiras para combater a Entrada de Drogas

Garantir mais a presença das forças armadas na fronteira para combater o tráfico de drogas, aumentar o efetivo da Polícia Federal na região, buscar recursos para aparelhar e melhorar a estrutura da Segurança do Amazonas e investir em tecnologias são as propostas do deputado estadual Sidney Leite (PSD), para garantir a Segurança do Amazonas.

Candidato a deputado federal, o parlamentar ressalta que, com aproximadamente 600 assassinatos em 7 meses, 8 mil carros roubados e o furto de um celular a cada 15 minutos em Manaus, o Estado precisa com urgência combater a criminalidade com soluções possíveis.

“Na Amazônia, temos mais de 20 mil homens do Exército brasileiro. Isso não pode ser em vão. Minha luta, portanto, no Congresso Nacional, será aumentar o percentual das forças armadas para que controlem as fronteiras da Amazônia. Afinal, somos vizinhos de grandes produtores de drogas e o Amazonas virou rota internacional do tráfico. Precisamos combater isso com inteligência”, afirmou.

 

Dados divulgados por uma Organização Mexicana Internacional afirmam que Manaus é a 34ª cidade mais violenta do mundo. Motivo que também levou Sidney Leite a sugerir a parceria entre o Governo do Estado e o Governo Federal, por intermédio do Ministério da Segurança Pública.

A parceria buscaria recursos para serem investidos em tecnologia e equipamentos que possam monitorar as fronteiras.

O deputado destaca, inclusive, uso de drones para as calhas do Solimões e Rio Negro e controle rigoroso dos portos e aeroportos.

 “Esses recursos ajudarão a melhorar a estrutura da Segurança do Estado. Podemos, com isso, reforçar o monitoramento da região com aviões, helicópteros e até drones. Além disso, precisamos de um Governo que tenha sensibilidade, que tenha sentimento e respeito pelas pessoas. Não precisamos de programas milagrosos”, desabafou.

(24)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

}