‘Não é possível mafioso acreditar em Deus’, diz Papa

Em uma missa para cerca de 100 mil fiéis em Palermo, capital da Sicília, no sul da Itália, o papa Francisco afirmou neste sábado (15) que não é possível “ser mafioso e acreditar em Deus” ao mesmo tempo.

A celebração ocorreu no Foro Itálico, um descampado verde na orla palermitana, durante a visita de um dia do Pontífice à região que é berço da temida Cosa Nostra. “Não se pode acreditar em Deus e ser mafioso. Quem é mafioso não vive como cristão, porque blasfema com a vida o nome de Deus-amor”, disse o Papa.

A missa foi uma homenagem ao padre Giuseppe Puglisi, assassinado pela máfia siciliana há exatos 25 anos, por causa de suas ações para tirar jovens das mãos do crime organizado. “A vida se dá aos outros, não se tira. Não se pode acreditar em Deus e odiar o irmão, tirar a vida com ódio”, acrescentou Francisco, pedindo para os mafiosos “se converterem”.

Em 2015, Jorge Bergoglio havia dado declarações parecidas na Calábria, vizinha à Sicília e terra da ‘ndrangheta, que reagiu ordenando que uma procissão católica parasse para reverenciar um de seus líderes.

Em Palermo, Francisco também almoçou com pobres, migrantes e ex-presidiários em uma comunidade católica e ainda se reunirá com jovens. Antes de chegar à capital siciliana, o Papa fez uma breve passagem por Piazza Armerina, onde se encontrou com fiéis.

(4)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *