Materiais de campanha de candidato do AM são encontrados em prédio do DNIT

O nome, partido e o cargo ao qual concorre no pleito não foram divulgados pela Justiça Eleitoral

Materiais de campanha de um candidato na eleição no Amazonas foram encontrados nesta quinta-feira (4) em uma das salas do prédio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em Manaus, localizado no bairro Flores, na Zona Centro-Sul da capital. O nome, partido e o cargo ao qual concorre no pleito não foram divulgados.

A fiscalização foi realizada após denúncia feita ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM). No local foram encontrados banners, santinhos e informativos do candidato que foram encaminhados ao Ministério Público Eleitoral, responsável por averiguar o conteúdo e solicitar as medidas cabíveis.

A fiscalização contou com a presença da juíza eleitoral do TRE-AM e presidente da comissão de geração de mídias, carga e lacre, Rebeca Mendonça, e da juíza Andréa Medeiros, da 1ª Zona Eleitoral de Manaus. Segundo as magistradas, o candidato pode ter seu registro de candidatura cassado. Uma guarnição da 3 ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) acompanhou a ação da Justiça Eleitoral.

A Lei n. 9.504, de 30 de setembro de 1997, que estabelece normas para a realização das eleições, proíbe aos agentes públicos de um modo geral, a realização de algumas condutas durante um certo período anterior à data das eleições e também, em alguns casos, durante um período posterior a elas. Por se tratar de uma autarquia federal, o armazenamento no DNIT configura um crime eleitoral.

 

 

Fonte: A Crítica

 

(147)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *