Oficio da Seinfra confirma que vereadores de Envira divulgaram informações falsas sobre repasses para recuperação das ruas da cidade

Em ofício encaminhado a representação de Envira em Manaus, a Secretaria de Infraestrutura do Amazonas (Seinfra) negou que o órgão tenha afirmado que 59% da malha viária urbana do município estivesse pavimentada. O documento contradiz informações divulgadas pelos vereadores Lindomar Ferreira, Francisco Tonte e Ismael do INSS em suas redes sociais que rapidamente se propagaram pela cidade do interior.

De acordo com os vereadores, a Seinfra teria emitido documento onde o Envira havia sido contemplada com recursos para asfaltar quase 60% das ruas. Porém nesta sexta-feira, 15 de março, por meio do ofício n° 00832/2019, a pasta confirmou ter recebido os vereadores em audiência, mas negou ter repassado tal informação.

No mesmo documento, a secretaria ainda esclareceu sobre o convênio n° 021/2013, no qual o governo do Estado repassou para a prefeitura de Envira cerca de R$ 6,8 milhões para obras de recuperação e pavimentação de ruas. O dinheiro foi liberado em duas parcelas. A primeira caiu na conta do município no dia 14 de novembro de 2013. A segunda só foi disponibilizada para a  administração municipal em 10 de junho do ano seguinte.

Ainda na resposta do ofício a prefeitura, a Seinfra divulgou relatórios que atestam e comprovam que o dinheiro recebido pela prefeitura no convênio, foi corretamente aplicado, sendo inclusive, encaminhado para o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

Um dos trechos do documento, destaca que “a prestação de contas aprovada pela comissão de controle interno, e encaminhada ao TCE-AM, comprova adequadamente a aplicação dos recursos dentro de suas finalidades”.

Aleam – Com o erro, os vereadores induziram até alguns deputados estaduais, que chegaram a usar a tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) para afirmar que a prefeitura teria usado de forma irregular os recursos. O prefeito de Envira, Ivon Rates, só se manifestou depois de ter em mãos, os documentos que de fato comprovam que os vereadores divulgaram informações falsas.

“Os vereadores de oposição se aproveitam do triste estado das ruas para me imputarem culpa que eu não tenho. Somente com recursos do governo podemos recuperar plenamente as ruas. Fazemos o que podemos com o que temos”, disse Rates.

O prefeito lembrou ainda que o convênio foi assinado em 2013 e a liberação dos recursos foi interrompida por ordem do governo estadual. O dinheiro que caiu na conta do município foi de forma parcelada, explicou o gestor. “Agora, passados seis anos e com intensos invernos as ruas ficaram muito danificadas e , assim como o povo, também não gosto do que vejo e tenho lutado para melhorar as ruas e até conseguimos que o Estado contratasse uma empresa para fazer um novo tapa buraco. Mas com tanta chuva fica difícil. Mesmo assim, os materiais a serem usados para a recuperação das vias chegam ao município nos próximos dias”, garantiu.

(18)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com