Wilson Lima assina ordem de serviço para recuperar estrada, inspeciona obras e reinaugura turístico fluvial, na RMM

Previsão é que Estrada do Caldeirão fique pronta em 90 dias e AM-070 seja entregue em 2020, duplicada

Em visita a municípios da região metropolitana de Manaus (RMM), o governador do Amazonas, Wilson Lima, assinou, nesta quinta-feira (16/05), a ordem de serviço para iniciar as obras de recuperação da Estrada do Caldeirão (AM-452), em Iranduba, e seguiu para vistoriar obras da AM-070 e dos sistemas viários das sedes dos municípios de Novo Airão e Manacapuru. Na visita, o governador também reinaugura um Terminal Flutuante Turístico (TFT) e entrega uma ambulância do Corpo de Bombeiros.

Pela manhã, o governador foi até a Estrada do Caldeirão, com acesso pelo quilômetro 12 da AM-070, onde autorizou o início da obra, que tem investimentos de R$ 3.630.128,87 para serviços de manutenção, conservação e recuperação. Ele reforçou o compromisso de desenvolver o interior do estado.

“Espero que, daqui a 90 dias, eu esteja vindo inaugurar esse ramal. É uma prova do compromisso do Governo do Estado em desenvolver a região metropolitana, desenvolver o interior. Nossos irmãos do interior precisam ter as mesmas oportunidades do homem da capital, ruas pavimentadas, vicinais recuperadas, energia elétrica, comunicação e, sobretudo, geração de emprego e renda. Quem está no interior só precisa de uma oportunidade e esse governo está trabalhando para dar essa oportunidade”, enfatizou Wilson Lima.

*Fiscalização* – De acordo com o governador, todas as obras do Estado serão fiscalizadas. “Estou trabalhando para que todas as obras iniciadas sejam concluídas, inclusive as que ficaram pelo meio do caminho. Algumas obras não batem o físico com o financeiro, essas situações estamos encaminhando para os órgãos de controle para responsabilizar as pessoas que iniciaram e não concluíram. Estou viajando o estado para verificar de perto essas situações. Vou fiscalizar todas as obras”, disse Wilson Lima.

Acompanham o governador na visita à região metropolitana os secretários de Infraestrutura, Carlos Henrique Lima, de Produção Rural, Petrúcio Júnior, a presidente da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), Roselene Medeiros, e o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Danízio Valente Gonçalves Neto.

*Benefícios* – A recuperação da Estrada do Caldeirão, que receberá revestimento de concreto asfáltico em 11,7 km de extensão, vai beneficiar famílias que dependem da via em condições satisfatórias de infraestrutura para escoamento da produção regional.

Uma dessas famílias é a do agricultor Francisco Almeida, que mora no ramal há quase 50 anos. “Hoje a situação está péssima, como vocês estão vendo. A estrada está toda esburacada, pior que uma estrada de barro. Toda a produção sai por aqui, como passa numa estrada pior que uma estrada de barro? Vai melhorar muito. Com uma buraqueira assim, não tem condições do povo escoar sua produção”, disse o produtor rural.

De acordo com o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), na Estrada do Caldeirão há três comunidades com mais de 400 produtores que cultivam hortaliças (pimentão, pimenta de cheiro); fruticultura (limão, laranja, maracujá e banana) e criação de animais de pequeno, como galinha de corte.

*AM-070* – Após assinar a ordem de serviço na Estrada do Caldeirão, o governador seguiu em visita a obras no quilômetro 70 da AM-070, no trecho está sendo construída uma galeria de concreto armado (de aproximadamente 84 metros) para dar melhor vazão ao escoamento das águas do igarapé da localidade e não comprometer o pavimento.

A obra iniciou na segunda semana de maio com os serviços de escavação para a instalação da galeria. Devido às intervenções, foram abertos dois desvios para os motoristas, em cada uma das vias, e foi instalada sinalização para orientar o trânsito.

A duplicação da AM-070 também está em andamento. Com extensão de 78,14 quilômetros, a obra está orçada em R$ 335.058.191,14.

“Estamos dando continuidade ao trabalho de duplicação da AM-070. Há uma dificuldade ao longo da pista, com muitos buracos. Estamos fazendo um trabalho paliativo de tapa-buraco até que efetivamente a gente consiga concluir a duplicação. Quando entramos no governo ela tinha cerca de 38 quilômetros pavimentados, com quase 45% da rodovia duplicada. Vamos concluir até 2020, finalizando o serviço de terraplanagem até o final desse ano”, antecipou Wilson Lima.

As equipes da Seinfra realizam operação tapa-buraco no trecho compreendido entre a ponte do Miriti, no quilômetro 75, e a estrada de Novo Airão, para garantir a segurança dos motoristas.

O prefeito de Manacapuru agradeceu a atenção especial dada pelo Governo do Estado às questões relacionadas à infraestrutura do interior. “Quero agradecer o trabalho do governador no município. Falo não só pela duplicação, mas pelo viário que hoje já está sendo realizado em Manacapuru. Uma grande alegria para o nosso povo, sofremos muito”, afirmou Beto D’Ângelo.

*Fábrica de açaí* – Wilson Lima também visitou a fábrica de açaí Fruitbom, no quilômetro 78 da AM-070. De acordo com a Secretaria de Produção Rural (Sepror), a agroindústria é importante para reforçar a cadeia produtiva do açaí no estado. Manacapuru é o maior polo produtor, com sete indústrias, de um total de 27 agroindústrias que processam o açaí no interior do Estado, reunindo aproximadamente 13 mil agricultores familiares e produtores rurais que atuam na cadeia produtiva.

“A empresa já existe há 15 anos. Era muito pequena, começou com duas máquinas de processamento natural. Hoje nós temos uma linha contínua. O sistema não tem contato manual nenhum, somente no recebimento. Aumentou a capacidade de produção, eram 30 a 60 toneladas e hoje fazemos 1,3 milhão de toneladas de produto”, frisou Ocimar Souza Cruz, proprietário da Fruitbom.

O governador Wilson Lima destacou a confiança dos empresários locais no estado. “O setor primário é prioritário. É um empreendimento privado, mas é uma demonstração de confiança do produtor, do investidor, que acredita no Governo, que dá o suporte para que os pequenos produtores possam viabilizar seus negócios, empréstimo através da Afeam, assistência técnica através do Idam e alguns programas que estamos lançando, como o pró-semente”, pontuou.

As agroindústrias instaladas no interior do Amazonas vendem o fruto para 14 estados brasileiros e também exportam para países como França e Suíça. A Sepror auxilia as agroindústrias do Amazonas com a elaboração de projetos de engenharia e implantação, legalização ambiental (em conjunto com o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas – Ipaam) e a legalização sanitária para o registro do Ministério da Agricultura.

*Obras em Novo Airão* – Após visita à fábrica de açaí, Wilson Lima seguirá para Novo Airão, com a primeira parada no trecho da AM-351, a Estrada de Novo Airão, que passou por obras, entre janeiro e fevereiro deste ano, após sofrer um processo erosivo grave em uma linha de bueiros localizada próximo do balneário do Mato Grosso, colocando em risco a estrutura da pista. A linha de tubo ARMCO foi substituída por uma galeria construída em concreto armado. A Seinfra também concluiu o recapeamento asfáltico do trecho, que também recebeu sinalização.

*Sistemas viários* – O governador também seguirá até a sede do município de Novo Airão, onde vai inspecionar obras de recuperação do sistema viário, que foram retomadas, com investimentos de de R$ 5.479.499,67 – recursos oriundos do Programa de Despesas da Capital (Prodecap), do Banco do Brasil. As obras foram iniciadas em agosto de 2018 e estavam paradas. A previsão é concluir em novembro de 2019.

Durante a visita a Novo Airão, o Governo do Estado entrega uma ambulância do Corpo de Bombeiros e visita a orla da cidade.

De volta a Manacapuru, Wilson Lima também inspecionará obras da malha viária de 15 bairros do município, que estão sendo realizadas pelo Governo desde o mês de abril, com investimento de R$ 20.988.431,77, também com recurso do Prodecap, para 58,28 quilômetros de extensão de vias. As obras foram iniciadas em agosto de 2018 e estavam paradas. A previsão é também concluir em novembro de 2019.

Em Manacapuru, o Governo também retomou os investimentos na recuperação do ramal da Comunidade Bela Vista, com orçamento de R$ 4.787.638,44 oriundos do Programa de Sustentação dos Investimentos Públicos (Prosip). Além do ramal, a obra inclui a recuperação de trecho da AM-353 que inicia na AM-070 na Comunidade Bela Vista.

*Terminal turístico* – Em Manacapuru, o governador vai reinaugurar o Terminal Flutuante Turístico (TFT) da cidade, que foi reformado. A obra foi executada pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) e será entregue na orla da cidade, na avenida Eduardo Ribeiro, em frente à Câmara Municipal.

O atual Governo concluiu a reforma, com investimentos de R$ 117 mil, e irá transferir a administração do TFT para a Prefeitura de Manacapuru, por meio de um Termo de Cessão de Uso. O terminal vai auxiliar no atendimento ao turista que vista o município.

*Obras no interior* – O pacote de investimento do Governo do Estado, da ordem de R$ 800 milhões, tem alcançado vários municípios com a retomada e continuidade das obras. Entre os municípios em que as intervenções foram retomadas estão Parintins, Novo Airão, Itacoatiara e Manacapuru. Nesta semana, as obras iniciam nos municípios de Santa Izabel do Rio Negro, São Gabriel da Cachoeira, Careiro Castanho, São Sebastião do Uatumã e Santo Antônio do Içá.

*Fotos:* Bruno Zanardo/Secom

(41)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com