O Sinetram está para o transporte coletivo assim como a Odebrecht está para Lava Jato’, diz Chico Preto

Em discurso na Câmara Municipal de Manaus (CMM) nesta terça-feira (13), onde voltou a afirmar que o sistema de transporte coletivo é corrupto, o vereador Chico Preto disse que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) está na ponta do processo de corrupção e o comparou à Odebrecht, empresa envolvida nos esquemas de desvio de dinheiro revelados pela operação Lava Jato.

“Quem é a ponta da corrupção desse sistema em Manaus chama-se Sinetram. É de lá que toda a corrupção no transporte coletivo emana. O Sinetram está para o transporte coletivo assim como a Odebrecht está para a operação Lava Jato. É a mesma relação, na mesma proporção. Eu não duvido que o Sinetram tenha, inclusive, uma lista de codinomes. Esse é um sistema que Brasil à fora se impõe por essa prática”, afirmou.

O vereador cobrou protagonismo do parlamento municipal e sugeriu a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a gestão financeira das empresas que operam em Manaus, e descobrir para onde foram os 30 centavos no valor da tarifa que deveriam ser destinados para renovação da frota.

“Estou vivendo um déjà vu. Em 2004, essa Câmara aprovou em plenário o relatório final da CPI sobre o sistema de transporte coletivo e, à época concluiu que foram desviados durante oito anos, 22 centavos em cada passagem, totalizando R$ 280 milhões. Eu olho para 2004 e vejo exatamente o que está acontecendo agora. Me refiro ao dinheiro da depreciação do transporte coletivo, dinheiro esse que foi desviado pelo sistema de transporte coletivo. Se constituiu uma intervenção que certamente vai constatar isso que estou dizendo, mas não vai mais recuperar esse dinheiro. Como já disse, esse dinheiro foi utilizado para deleite pessoal daqueles que manuseiam o sistema e para atos de corrupção que marcam esse sistema. Esse é um sistema corrupto Brasil à fora”, destacou.

“Eu gostaria de ver essa CPI saindo da gaveta e verdadeiramente ocupando seu espaço para que a gente pudesse requisitar documentos, contas bancárias, movimentação financeira e pudesse mergulhar no sistema de bilhetagem eletrônica para que esta Casa assumisse o protagonismo que lhe cabe”, concluiu.

(11)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com