Wilson Lima destaca incentivo à cadeia produtiva do pirarucu manejado com novas unidades de beneficiamento, em Fonte Boa

Empreendimentos foram financiados pelo Fundo Amazônia, por meio do Edital Floresta em Pé, da FAS_

O governador Wilson Lima participou, nesta segunda-feira (04/11), da inauguração de iniciativas para o fortalecimento da cadeia produtiva de manejo do pirarucu na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Mamirauá, em Fonte Boa (a 678 quilômetros de Manaus). A unidade de beneficiamento, o entreposto de pescado e o complexo frigorífico inaugurados receberam recursos do Fundo Amazônia e vão beneficiar mais de 500 famílias. No município, o governador também anunciou a retomada de obras em escolas estaduais.

Os recursos foram repassados por meio de projetos selecionados no Edital Floresta em Pé, da Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e Fundo Amazônia, que é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O edital apoia iniciativas sustentáveis de geração de renda no Amazonas.

A unidade básica de beneficiamento de pescado para processamento do pirarucu, que foi inaugurada nesta segunda-feira na RDS Mamirauá, tem capacidade de produção de até 1,5 tonelada de pescado por dia, devidamente embalados e rotulados. A unidade recebeu apoio de R$ 150 mil, beneficiando diretamente 84 famílias de pescadores por meio da Associação de Pescadores e Pescadoras Profissionais Artesanais de Fonte Boa.

Durante a inauguração, Wilson Lima ressaltou a importância do trabalho de manejo do pescado realizado nas Unidades de Conservação (UCs) coordenadas pelo Governo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

“Isso aqui é um exemplo de desenvolvimento sustentável, que tanto se propaga mas que, na prática, poucas pessoas conseguem dizer efetivamente o que é. Há um discurso mundo afora falando sobre isso. Esse daqui é um exemplo de manejo, é um desenvolvimento sustentável, porque aqui em alguns lagos são distribuídas cotas para a captura desse pirarucu, mas com o compromisso de que ali fica pelo menos 70% do que está naquele lago e aí, daqui um período de 10 meses a um ano, é que os pescadores voltam ali para capturar esses animais”, afirmou o governador.

Wilson Lima, acompanhado do superintendente da FAS, Virgílio Viana, também participou da inauguração de um entreposto de beneficiamento e salga de pescado, que recebeu um investimento de R$ 150 mil, por meio da Associação de Moradores e Usuários da RDS Mamirauá/Antonio Martins (Amurmam), beneficiando 441 famílias de pescadores que vivem em dez comunidades ribeirinhas da RDS Mamirauá.

“Eu acho que o governador, ao visitar essa unidade de beneficiamento de pescado, ele aponta para um compromisso do Governo do Estado com aquilo que nós vemos como o caminho mais promissor, que é fazer com que a natureza tenha mais valor em pé do que derrubada, que o lago protegido tenha mais valor conservado do que explorado de forma predatória. É simples, é fácil de ser dito, mas é difícil de ser realizado. E são realizações como esta que nos dão força para seguir na luta”, afirmou Virgílio Viana.

O presidente da Associação de Pescadores de Fonte Boa, Aberlan Dias de Matos, é pescador há pelo menos 30 anos e comentou sobre as vantagens de fazer o manejo do pescado sem agredir a natureza.

“É uma alegria enorme você saber que está tirando da natureza mas também está deixando para a natureza se recuperar. Isso é o manejo. Hoje nós tiramos 20% daquilo que é contado. A gente fica muito feliz do nosso pescador fazer o manejo de forma bem adequada. O manejo só trouxe benefício!”, ressaltou Aberlan.

Wilson Lima também participou, ainda, da entrega de um complexo frigorífico, formado por um túnel de congelamento para cinco toneladas de pescado e uma câmara frigorífica para armazenamento, com capacidade para 40 toneladas. Tal ação recebeu investimento de R$ 300 mil do Fundo Amazônia/BNDES via Programa Floresta em Pé, da FAS, por meio da Amurmam, beneficiando as mesmas 441 famílias de pescadores que vivem em dez comunidades ribeirinhas da RDS Mamirauá.

*Obras em Fonte Boa* – Durante as inaugurações, o governador do Amazonas anunciou a retomada das obras do Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti) de Fonte Boa, que iniciaram em 2015 e pararam em 2018. Os trabalhos, que estavam parados há mais de 10 meses, devem ser reiniciados em 10 dias.

Além disso, o governador anunciou também o início da recuperação da estrutura da Escola Estadual Zulmira Lins para o próximo ano, também no município.

*Fotos:* Diego Peres/Secom

(22)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com